O que é o Tártaro?

Você sabe o que é o Tártaro? Sabe como evitar? Saiba o que é, as principais causas e como evitar o tártaro em cães e gatos.

 

O que é o “Tártaro”?

O “Tártaro” é o nome popular do Cálculo Dentário, uma formação que ocorre nos dentes quando há a deposição exacerbada de minerais sobre a placa bacteriana.

 

Principais causas

O Tártaro (Cálculo Dentário) é um estágio avançado da doença periodontal. Esta doença é a afecção mais comum da cavidade oral e afeta diretamente os tecidos de sustentação dos dentes: gengiva + ligamento periodontal + cemento + osso alveolar.

Esquema ilustrativo das estruturas anatômicas de um dente. Fonte: GIOSO, 2007. 

O principal agente causador da doença periodontal é a placa bacteriana, um material amarelado e pegajoso, também chamado de biofilme. É o resultado da colonização bacteriana na superfície do esmalte dos dentes e gengivas. Além destes microorganismos, esta estrutura é constituída por células mortas, leucócitos, glicoproteínas da saliva e minerais como o fósforo, magnésio e cálcio. A deposição exacerbada destes minerais podem levar à formação do tártaro (Cálculo Dentário). 

Alguns estudos demonstram uma maior prevalência de doenças periodontais em animais idosos, em raças pequenas ou braquicefálicas, e em animais acometidos com doenças sistêmicas como hepatopatas, urêmicos e distúrbios endocrinológicos.

 

Sintomas

  • Mau hálito – principal sintoma, percebido pelos tutores, é resultado da putrefação e fermentação bacteriana no sulco gengival
  • Salivação excessiva
  • Demora para se alimentar
  • Sangramento gengival
  • Sem fome e perda de peso
  • Dificuldade para apanhar o alimento
  • Mastiga somente de um lado da boca

Quando não é tratado a tempo, as colônias bacterianas continuam a se proliferar e podem atingir a circulação sanguínea, afetando o animal de forma sistêmica, afetando outros órgãos e ocasionando doenças mais graves como:

  • Meningite;
  • Insuficiência renal;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Alterações pulmonares e hepáticas;
  • Endocardite;
  • Artrite;
  • Bronquite.

 

Prevenção

Uma rotina de higiene bucal dos cães e gatos é indispensável para evitar o aparecimento de doenças bucais. É recomendável a utilização de produtos veterinários que sejam seguros e, uma vez que os animais não eliminam o produto, como os seres humanos, e acabam por ingeri-lo. 

 

Tratamento

Em estágios iniciais, a placa bacteriana é passível de regressão com a utilização de produtos específicos. Em estágios mais avançados recomenda-se a remoção dos cálculos por um médico veterinário. 

 

 

Conheça a linha odontológica da INOVET e saiba como nossos produtos podem auxiliar na saúde bucal dos cães e gatos!