Otópic Ag

Otópic Ag

DESCRIÇÃO Otópic Ag® é uma solução tópica, feito a partir da associação de ativos, altamente eficaz na remoção do excesso de oleosidade e secreções, contribuindo na eliminação do mau cheiro associado ao excesso de secreções do ouvido. O produto é isento de adição de perfume, seu aroma herbal é derivado dos óleos essenciais.

FORMULAÇÃO

  • D-Pantenol – Aplicado topicamente é convertido em ácido pantotênico, o qual é um componente da coenzima A, que exerce reações de transferência do grupo acetil para o metabolismo de glicose. O ácido pantotênico possui ação umectante, pois repõe o filme hidrofílico da pele mantendo a água na superfície da camada deixando-a hidratada, além de apresentar propriedades cicatrizantes e anti-inflamatórias. O d-pantenol estimula a epitelização precoce, a redução do fluxo sanguíneo com redução do eritema, ajudando na cura de feridas e lesões em geral .No pelo o pantenol penetra na haste de forma osmótica e se mantém de forma substantiva após o enxágue do produto, ajudando na retenção da umidade e assim evitando a sensação de ressecamento e de fragilidade.

 

  • Óleo essência de Alecrim – As propriedades antioxidantes do alecrim podem ser atribuídas à presença do rosmanol, diterpenos, rosmaridifenol e rosmariquinona, e as propriedades antimicrobianas parecem estar relacionadas com a presença de borneol, pinenos, cineol e cânfora.

 

  • Óleo essência de Tomilho – A atividade biológica do óleo essencial de tomilho está relacionada com o timol e o carvacrol, seus principais constituintes. O timol tem demonstrado efeitos antibacterianos, antifúngicos e anti-helmínticos, enquanto o carvacrol tem sido estudado por seus efeitos bactericidas.

 

  • Prata Nanoparticulada – A prata possui atividade antibacteriana e antifúngica e na sua forma nanoparticulada, esta ação é amplificada . Quanto ao mecanismo de ação, algumas proposições são feitas. Uma delas diz respeito à capacidade da prata ligar-se à membrana e parede celular das bactérias, interagindo e inativando grupos tióis  de proteínas e enzimas, com perda da competência bioquímica e morte celular . Estas proteínas e enzimas bacterianas, como a glutationa e a tioredoxina peroxidase, pertencem ao sistema de defesa antioxidante das células, neutralizando espécies reativas de oxigênio geradas a partir do metabolismo mitocondrial . Desta forma, o dano causado pela prata aos micro-organismos se daria pelo acúmulo de espécies reativas de oxigênio, produzidos pela cadeia respiratória celular . Outra proposição diz respeito à inibição da replicação bacteriana, uma vez que a prata é capaz de se ligar a estruturas com carga de superfície negativa, como DNA e RNA, impedindo a divisão celular. A prata é usada há séculos para prevenir e tratar uma variedade de doenças, incluindo cauterização e cicatrização de feridas cutâneas . Além de suas propriedades antibacterianas conhecidas, alguns autores relataram as possíveis propriedades regenerativas da prata . As nanopartículas de prata podem promover a cicatrização de feridas e reduzir a aparência da cicatriz de maneira dose dependente. Além disso, os estudos mostram que as nanopartículas de prata atuam diminuindo a inflamação através da modulação de citocinas .

 

  • Extrato glicólico de malva – Possui propriedades antimicrobianas, anti-inflamatórias e anti-sépticas , além de promover a melhora na cicatrização de feridas . Suas propriedades atuantes ainda são desconhecidas, contudo sabe-se que ela apresenta atividade inibitória contra algumas infecções, demonstrando assim, um grande potencial anti-inflamatório, devido a substâncias como a mucilagem, flavonóides e taninos.

 

  • Aloe Vera – Possui ação cicatrizante, antimicrobiana e anti-inflamatória proporcionadas pela presença de antraquinonas como aloenina, barbaloína e isobarbaloína em sua composição química. Ao estimular a cicatrização, o Aloe Vera estimula a produção de anticorpos e a varredura dos radicais livres produzidos pelos neutrófilos. As propriedades anti-inflamatórias da Aloe vera, diferente dos esteróides, ao mesmo tempo em que bloqueiam a inflamação estimulam o crescimento dos fibroblastos e a aceleração da cicatrização.

 

  • Ácido salicílico: agente antiprostaglandinas, que atua também na inibição da agregação plaquetária, além disso possui leve ação antisséptica e, em baixas concentrações possui efeito queratoplástico, estimulando a renovação da camada córnea.

APRESENTAÇÃO Frasco de 120ml.

Categoria: Inovet Pet